Por: Revista Saber Viver Mais

Garrafas Pet que iriam para produção de refrigerantes da AMBEV, serão usadas para produção de máscaras, que serão doadas ao Ministério da Saúde.

3 milhões de máscaras

As máscaras do tipo face shield, que cobrem toda a face, começaram a serem produzidas nesta quinta-feira.

“Vamos usar o #PET que iria para a #embalagem dos nossos #refrigerantes da Ambev para produzir 3MM de #máscaras, do tipo #faceshield, que protegem todo o rosto, e vamos #doar para os profissionais da saúde de todo o Brasil”, disse Bruna Buás, Diretora de Marketing.

A previsão é serem fabricadas quase 100 mil máscaras por dia, segundo Bruna Buás.

“Em momentos desafiadores como estes, precisamos fazer o que estiver ao nosso alcance e usar as nossas competências e capacidade para minimizar os efeitos negativos da crise do #covid_19”, afirmou.

Parceria com Universidades

Os equipamentos serão produzidos por uma empresa parceira do grupo localizada em Guarulhos, São Paulo, com avaliação técnica do Centro de Inovação da Universidade de São Paulo, Inova USP e do Centro de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP – Inovahc.

Ficará a cargo do Ministério da Saúde de distribuir a produção às unidades hospitalares em todo o País.

“Estamos realmente focados em ajudar o Brasil nesse momento. Trabalhamos com todo o nosso ecossistema e com diversas áreas da companhia e com parceiros para chegarmos nessa solução”, comenta Jean Jereissati, CEO da Ambev.

A Ambev informa que contou com a contribuição de parceiros para a produção dos protetores faciais. Desde a concepção da ideia até o desenvolvimento da técnica de produção e a fabricação dos equipamentos.

Com informações: SNB

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS