Todos nós temos algo que realmente nos afeta e nos faz sentir mal, mas não queremos que ninguém o saiba por medo de ser exposto a essa pessoa.

Este teste foi desenvolvido para ajudá-lo a avaliar rapidamente qual é a sua fraqueza nos relacionamentos, para que você possa saber o que o mantém apaixonado e o que pode impedir você de encontrar um compromisso saudável e amoroso.

Observe atentamente esta figura e responda: o que você vê primeiro? Não pense demais, mantenha sua primeira impressão.

Se você viu…

Pássaros

Se você viu os pássaros pela primeira vez quando olhou para esta fotografia, você é uma pessoa que geralmente tem a cabeça nas nuvens. Você não pode prescindir disso, tem uma personalidade onírica e não vai desistir.

Ser sonhador significa que você vê o mundo de uma maneira muito particular e é um presente real. Sua capacidade de transformar o mundo como o conhecemos em um lugar seguro é um presente como nenhum outro.

Estar perto de você, compartilhar sua bolha especial, faz com que outras pessoas também se sintam especiais. Para se conectar totalmente em um relacionamento romântico, você deve estar disposto a abaixar os punhos e lentamente se aproximar deles com delicadeza.

Manter distância é uma ótima maneira de aprender sobre as complexidades das interações humanas, mas pode dificultar a formação de um próspero relacionamento romântico.

A mulher triste

Se você viu a mulher triste quando olhou para esta foto, isso indica que você é o tipo de pessoa que se sente mais confortável assistindo as interações sociais à distância.

Por causa da timidez ou medo de rejeição, é algo que somente você sabe, mesmo os mais próximos dirão que é preciso muito trabalho para quebrar a concha e fazer você falar sobre si mesmo. Você não quer afastar as pessoas, mas às vezes faz isso de qualquer maneira.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Texto originalmente publicado no Italia Feeded, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS