A falta de conhecimento de algumas pessoas sobre os sintomas da depressão, faz com que tenham um julgamento errado sobre quem é acometido com essa doença.

As vezes o que é chamado de preguiça, na verdade, podem ser sintomas de um problema psicológico muito sério: a depressão. Isso ocorre porque um dos principais sintomas dessa doença e a falta de energia.

A falta de energia é um dos sintomas principais dessa doença. Isso acarreta inúmeras consequências para quem sofre com o problema.

Então para não correr mais o risco de julgar alguém de forma errada e até mesmo para se atentar e ir em busca de um profissional caso seja seu caso, confira agora alguns sinais da depressão. E aprenda de uma vez que nem sempre é preguiça!

1- Desânimo

As vezes você sente vontade de não fazer nada? Saiba que isso pode ser um forte sinal de depressão, pois pode ser uma resposta do corpo a falta de dopamina. Ela é um dos principais neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer.

2- Apatia

Às vezes pode parecer egoísmo, ou falta de interesse, mas a apatia nem sempre significa arrogância. Esse é também um dos sintomas da depressão. A sensação de não sentir nada, sim, é preocupante. Se sente algo parecido, busque um profissional.

3- Ficar o dia todo no quarto

Passar o dia todo deitado, sem vontade de ver alguém é um forte sinal da depressão. Geralmente todas as coisas parecem sem graça e muito cansativas para o depressivo.

4- Falta de alegria

Os pensamentos ruins, a vontade de dormir e não acordar mais e todo o desânimo que te preenchem, são na verdade sintomas da depressão. Algumas pessoas também têm o mau hábito de falar que isso é falta do que fazer ou pior, que pode ser “falta de Deus”, mas na verdade é um problema sério.

5- Dormir, dormir, dormir

DORMIR!!! Essa é a palavra chave! Você só pensa em dormir e nada mais. O pior é que mesmo depois de dormir 10 horas, a sensação de sono e cansaço persiste, isso não é pura e simplesmente preguiça. Pesquisas realizadas pela USP concluíram que cerca de 10 a 20% dos pacientes com depressão reclamam da sonolência excessiva.

Informações:Fatos Desconhecidos

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS