Hoje em um mundo onde tudo “é para amanhã”, cada vez mas o ambientes de trabalho moderno pressiona, esperando que atuemos como máquinas perfeitamente engrenadas e querem que tenhamos sucesso em um curto espaço de tempo.

Somos exigidos cada vez mais a pensar como computadores, para abordar tarefas a uma velocidade impossível e tendo que tomar decisões a cada 5 segundos, para não sermos classificados como pessoas indolentes.

Isso é humanamente impossível!

E estamos pagando um preço alto por esse ritmo de trabalho, especialmente em termos de saúde mental. A Organização Mundial de Saúde afirmou que a depressão deve ser encarada como uma crise global e alertou que o esgotamento é o principal risco ocupacional a que nos expomos, o que se tornou a “nova normalidade”.

O principal problema é que o trabalho é considerado um distintivo de honra. Ser bem sucedido no trabalho é muitas vezes equiparado a ter uma vida bem sucedida. Fomos programados desde pequenos a trabalhar duro, ter compromisso com o trabalho, isso fica registrado em nossas conexões sinápticas. Achamos que um trabalho bem feito é uma boa razão para se orgulhar, não importa o custo.

No entanto, quando o ambiente de trabalho se torna um local tóxico, tira o equilíbrio psicológico e a saúde. O trabalho da nossa vida rouba toda a nossa vida . Antes de chegar a esse ponto e já é tarde demais, devemos parar no caminho e pensar no que podemos mudar.

Por que você deve dar mais importância à sua saúde mental?

1. Porque você não é só sua profissão

Embora muitas pessoas se identifiquem com sua profissão, é importante estar ciente de que não somos apenas um psicólogo, um advogado ou um médico. A nossa profissão, por mais que a amemos, é apenas uma das nossas diferentes facetas, por isso não devemos deixar obscurecer o resto.

Devemos ter cuidado com essa mentalidade de papel, confundindo a profissão com nossa identidade, deixando que ela nos defina completamente, porque acabamos sendo uma versão limitada do que poderíamos ser.

2. Porque não existe “sucesso” sem saúde mental

Reconhecimentos, bônus e títulos elegantes não podem nos fazer recuperar a saúde quando a perdermos. Se você comer acorrentado à mesa de trabalho ou responder a e-mails e mensagens no meio da noite, a longo prazo isso vai custar caro.

E não vale a pena pagar com a nossa saúde mental ou física. Certamente seu epitáfio não se referirá a quão rápido você respondeu aos e-mails ou quão eficiente você era. Não cometa o erro de mudar o sucesso para a saúde e de confundir “uma boa vida” com uma “vida de bens”.

3. Porque há mais chance de que tudo flua bem quando você definir limites

É importante saber a diferença entre estar comprometido a trabalhar e se preocupar com limites insalubres porque há apenas alguns passos um do outro. Definir limites e horários, para que você possa desconectar do trabalho.

Permitir espaço para rituais de descanso e economia de tempo realmente promove eficiência e produtividade, além de permitir que você seja mais criativo. Quanto melhor você se sentir, mais você vai produzir com menos esforço.

A decisão é sua!

Texto originalmente publicado no Rincon Psicologia, livremente traduzido e adaptado pela equipe Revista Bem Mais Mulher

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS