A jovem psicóloga Thais Linhares não se sentiu intimidada pela situação mais desafiadora que já enfrentou na sua curta carreira.

Recém-formada, ela impediu um jovem de se jogar de uma ponte em Teresina (PI).

Ela estava passando pela ponte quando viu o rapaz em posição de cometer suicídio. Mesmo sem ter experiência com situações dessa gravidade, ela impediu que a história tivesse um final trágico.

“É muito complicado até a gente conseguir manter a confiança. Graças a Deus, ele conseguiu essa confiança em mim, conseguiu passar a perna e deu tudo certo”, disse emocionada a psicóloga recém-graduada.

Thais conversou com o rapaz por cerca de 20 minutos. Antes dela, os policiais militares já tinham tentado convencer o jovem a desistir de se jogar da ponte, mas as negociações não avançaram. O caso aconteceu na sexta-feira (19), na Ponte Anselmo Dias.

Leia Também: O caminho de volta- Téta Barbosa

O momento em que o rapaz desce da mureta e caminha em direção à psicóloga foi aplaudido por quem acompanhava o resgate. Thais disse que sentiu a necessidade de intervir na situação e que seguirá acompanhando a situação do rapaz.

“Foi um desafio porque pela primeira vez eu participei de algo tão chocante. Graças a Deus, tive êxito. Vou tentar acolher da melhor forma possível e encaminhá-lo aos órgãos competentes porque a ética da minha profissão vai para toda a vida”, explicou Thais.

Procure ajuda

O Centro de Valorização da Viva (CVV) é uma das instituições, que atuam no apoio emocional e prevenção do suicídio.

O CVV atende gratuitamente as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e voip 24 horas, todos os dias da semana.

Para mais informações informações sobre o atendimento, o número disponibilizado pela instituição é o 188.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Fonte: Razões para Acreditar

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS