Por: Daniela Morano

Todos serão transferidos para os Estados Unidos e Canadá para serem colocados para adoção e assim poderão viver a vida que merecem. A Coréia do Sul está mudando.

Ontem, o prefeito sul-coreano Park Won-soon prometeu acabar com os frigoríficos caninos que ainda existem na capital do país . Centenas de cães foram resgatados desde o anúncio. Quase 200 chihuahuas, corgis, huskies, terriers, poodles, pomeranians, shih tzus, entre várias outras raças que provavelmente foram roubadas de seus donos.

Os cães nesses matadouros são mantidos em condições precárias, sem comida, água ou espaço para se movimentarem, geralmente dormindo em suas próprias fezes e urina até serem levados para serem abatidos e sua carne ser vendida. 

A Humane Society International estava encarregada do resgate desta vez , assegurando que eles encontrassem filhotes em algumas das gaiolas. Outros sofriam de feridas insalubres e deformações nas pernas e pernas devido a viverem tanto tempo em pequenos espaços.

Como esta fazenda em particular funcionava como matadouro, muitos cães que não eram vendidos eram levados para o abate. ” Existe uma linha muito fina entre um canil e um matadouro na Coreia do Sul,  com o fechamento destes mostrou um triste e impressionante realidade”,disse Kim Nara, a Humane Society no país.

“Esses cães estão sofrendo nas mãos de indústrias abusivas, e seu destino depende se eles podem ser vendidos como animais de estimação ou como carne. Eles vivem deprimidos, magros, e alguns têm a sorte de ir a uma casa, mas a maioria é vendida para outros matadouros ”.

O dono do matadouro fechado hoje, Lee Sang-gu, disse que queria fechá-lo por muito tempo porque não ganhava muito dinheiro. O consumo de carne de cachorro vem diminuindo nos últimos anos, principalmente entre as gerações mais jovens.

Ele disse que tinha vergonha de seu trabalho e que até mesmo sua família se opunha inflexivelmente. “Todas as minhas filhas e minha esposa me pediram para fechar, e elas nunca visitaram a fazenda. Estou envergonhado por isso nunca digo a ninguém o que fazer. “

Os 200 cães resgatados em Hongseong serão transferidos para os Estados Unidos e Canadá, onde serão entregues para adoção.

  • Siga a Revista Saber Viver Mais no Instagram aqui.
  • Curta a Revista Saber Viver Mais no Facebook aqui. 

Texto originalmente publicado no UPSOCL, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Saber Viver Mais

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS